COMPARTILHAR

O Grupo de Pesquisa InternetLab vem realizando estudo empírico sobre como os aplicativos voltados para o público infantil lidam com a questão da proteção dos dados pessoais tratados.

Foram analisados 20 apps para crianças, tendo como foco os seguintes aspectos:

1. Recursos interativos: Que tipos de recursos de interatividade são encontrados em apps infantis? A que as crianças são provocadas quando utilizam os apps? Os termos de uso e as políticas de privacidade informam sobre esses recursos? Essas funcionalidades exigem autorização dos pais para serem utilizadas pelas crianças?

2. Consentimento: Como é feita a obtenção de consentimento sobre a política de privacidade? É possível visualizá-la antes de utilizar os apps? Elas estão em português? São específicas do aplicativo? 

3. Transparência sobre as práticas e políticas adotadas: As políticas de privacidade informam quais dados são coletados e para quê são usados? Elas informam quais dados são compartilhados, com quem e com qual finalidade? Elas informam sobre as medidas de segurança adotadas para a proteção de dados? Elas informam sobre os mecanismos e possibilidades de exclusão de dados de seu banco de dados?

O resultado já divulgado do estudo pode ser verificado no website do InternetLab.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome