COMPARTILHAR

Fonte: Diario de Pernambuco

A Rede Globo se pronunciou oficialmente sobre o vazamento das fotos de Paolla Oliveira nua através de um comunicado divulgado nesta quinta-feira (1º). A atriz foi fotografa durante as gravações da série Assédio, feita em parceria com a produtora O2Filmes. A emissora afirmou ter sido surpreendida pelo vazamento e repudiou a atitude do responsável por registrar as imagens. “Estamos ao lado de nossa atriz Paolla e não pouparemos esforços para que sejam identificados os culpados e aplicadas as punições previstas na lei”, diz o texto.
 
De acordo com a emissora carioca, o vazamento se configura como um “abuso” contra os direitos da artista a sua privacidade em ambiente de trabalho. O canal reitera a afirmação já feita pela atriz em publicação no Instagram de que o crime já foi informado às autoridades policiais. A Globo também revelou estar aprimorando suas medidas e procedimentos de segurança para que casos como esse não voltem a ocorrer. No ano passado, algo similar ocorreu durante as gravações iniciais de O outro lado do paraíso, quando Grazi Massafera e Rafael Cardoso foram flagrados durante uma cena que simulava uma relação sexual.
Com filmagens iniciadas em novembro do ano passado, Assédio irá desmembrar a história do médico Roger Abdelmassih, acusado de estuprar mais de 30 pacientes. De acordo com Patrícia Kogut, do O globo, a novidade estreia neste ano na GloboPlay. A produção, que tem texto de Maria Camargo e direção de Amora Mautner, ainda promete mostrar a trajetória das mulheres que ajudaram na captura do criminoso. Na atração, Paolla irá encarnar Larissa Sacco, esposa do estuprador. O elenco ainda contará com as atrizes Adriana Esteves e Leandra Leal. A primeira irá viver uma jornalista responsável por investigar o caso, já a segunda será uma das vítimas de Abdelmassih.

Confira a nota da Globo na íntegra:
 
A Globo foi surpreendida pelo vazamento de fotos da atriz Paolla Oliveira sem roupa, tiradas clandestinamente durante uma gravação da série Assédio, uma produção com a O2. Essas fotos ilegais foram feitas em um set de gravação em São Paulo e divulgadas em redes sociais.

Estamos ao lado de nossa atriz Paolla e não pouparemos esforços para que sejam identificados os culpados e aplicadas as punições previstas na lei. 
A Globo repudia com veemência esse tipo de abuso, que atenta contra os direitos da atriz e viola a privacidade de seus ambientes de trabalho. O ato, que configura crime previsto em lei, também foi informado às autoridades policiais.

A Globo já adota regras rígidas e do conhecimento de todos para preservar seus locais de filmagem, seus funcionários e suas obras, mas, diante desse fato, estão sendo aprimoradas as medidas de segurança, com novos procedimentos, que serão ainda mais rígidos em gravações fora dos Estúdios Globo.

Clique aqui para ver a notícia completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome