COMPARTILHAR

Fonte: El País Brasil

Christopher Wylie é um personagem fascinante. Um jovem canadense vegano e gay, como ele mesmo se define, que projetou o arsenal de ciberguerra da nova extrema direita norte-americana. Cérebro da Cambridge Analytica (CA), atribui a si mesmo um papel decisivo nas vitórias de Donald Trump e do Brexit. Pôs em marcha a mais eficiente maquinaria de cultivo de dados pessoais a serviço da política. Tirou o gênio da lâmpada e agora voltar a trancá-lo. Este arrependido de cabelo cor de rosa e inteligência feroz, com apenas 28 anos, decidiu enfrentar duas entidades que ninguém queria ter como inimigos: a sinistra empresa que contribuiu para criar e o todo-poderoso Facebook. É a fonte principal das informações, publicadas nos últimos dias por The Guardian e The New York Timesque puseram contra as cordas a gigante da tecnologia. No domingo concedeu uma longa entrevista a um pequeno grupo de jornalistas europeus, no escritório de advogados londrinos que o ajuda nesta delicadíssima guerra contra seu próprio passado.

Clique aqui para ler a matéria completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome