COMPARTILHAR

Fonte: O Globo

NOVA YORK e LONDRES – Acusada de acessar dados pessoais de 50 milhões de usuários do Facebook sem autorização, a consultoria de análise de dados Cambridge Analytica não planejou sozinha a ação. Segundo documentos obtidos pelo jornal “The New York Times”, a empresa recebeu ajuda de pelo menos um funcionário da Palantir Technologies, companhia que trabalha para agências de Inteligência dos Estados Unidos e o Departamento de Defesa.

Leia a matéria completa clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome