COMPARTILHAR

Fonte: Ecommerce News

O diagnóstico sobre a forma como se coleta, processa, monitora e compartilha dados é o primeiro passo para definir a melhor estratégia para se adaptar à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra em vigor a partir de fevereiro de 2020. Para Flavia Mitri, diretora de privacidade do Uber, o Brasil já regulamenta temas referentes à privacidade, porém a nova lei coloca o país entre os mais avançados neste cenário.

[…]

Caio César Carvalho Lima, sócio da Opice Blum, explicou que mesmo as empresas que não tenham relação direta com o consumidor final deverão se adequar à LGPD, pois também lidam com pessoas e seus dados. O advogado ressaltou a necessidade de as organizações contarem com um encarregado pelo tratamento de dados pessoais – profissional que tenha domínio jurídico e técnico. “Hoje, o vazamento de dados é muito grande. Precisamos ter um olhar claro sobre isto”, disse Lima.

Clique aqui e leia a matéria completa. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome