COMPARTILHAR

Fonte: Gizmodo

Seja em sua vida anterior, como o aplicativo de sincronização labial Musical.ly, ou em sua marca atual, o TikTok, plataforma de vídeos curtos, sempre cortejou uma demografia mais jovem. E, anteriormente, sua posição sobre a obtenção do consentimento do usuário era, digamos, desatenta. Por essas duas razões, a companhia é agora a dona da maior penalidade civil por violar a privacidade online de crianças nos Estados Unidos.

A lei norte-americana COPPA — Lei de Proteção da Privacidade Online das Crianças — obriga empresas que pretendem coletar informações pessoais a obter o consentimento dos pais de usuários menores de 13 anos. De acordo com a Comissão Federal de Comércio dos EUA, a empresa matriz Musical.ly Inc. estava “ciente de que uma porcentagem significativa de usuários tinha menos de 13 anos e recebeu milhares de reclamações dos pais”.

Clique aqui e leia a matéria. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome